Banda sonora do português Nuno Malo candidata à nomeação para os Óscares

Nuno Malo, que compôs a banda-sonoro para o filme de Terry Green, “No God, No Master”, está entre os 114 compositores escolhidos para uma possível nomeação aos Óscares, à semelhança do que aconteceu no ano passado com Rodrigo Leão. A Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou na sexta-feira a lista dos compositores candidatos à nomeação para melhor banda sonora original, onde surge Nuno Malo.

O compositor português foi premiado em 2011 na categoria de revelação do ano nos Estados Unidos pela Associação Internacional de Críticos de Música para Cinema. Assina a música do filme “No God, No Master”, um “thriller” escrito e realizado por Terry Green e protagonizado por David Strathairn, que chegou às salas norte-americanas no final de Março.

Nuno Malo estudou composição para cinema em Los Angeles e é autor de várias bandas sonoras de filmes portugueses, entre os quais “Assalto ao Santa Maria”, de Francisco Manso, “Contraluz”, de Fernando Fragata, “O Julgamento” e “A Arte de Roubar”, ambos de Leonel Vieira, “Filme da Treta”, de José Sacramento, e “A Mulher Polícia”, de Joaquim Sapinho.

“A Profecia Celestina” (2006), de Armando Mastroianni, “The Lost and Found Family” (2009), de Barnet Bain, e “Miel de Naranjas” (2012), de Imanol Uribe, foram outras produções internacionais para as quais compôs a música original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *