Bruxelas poderá prescindir do inglês enquanto língua oficial na sequência do Brexit

O inglês poderá deixar de ser língua oficial no Parlamento Europeu (PE), caso não sejam alterados os regulamentos, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia (UE), notou hoje Maria Hubner, eurodeputada responsável pela Comissão dos Assuntos Constitucionais.

Segundo fez saber Hubner em conferência de imprensa, a vitória do "Brexit" no referendo no Reino Unido implicará a alteração a vários níveis das instituições. Para que o inglês possa continuar a ser uma língua oficial será necessária a mudança por unanimidade dos regulamentos, já que, no cenário atual – com a saída do Reino Unido – este idioma deixaria de ser uma língua oficial de trabalho.

De acordo com a eurodeputada, cada país pode notificar os serviços de uma língua oficial de trabalho. Irlanda avançou com o gaélico e Malta com o maltês, o que deixa supor que sem o Reino Unido, não haverá inglês.

A polémica em torno desta questão promete continuar até haver uma decisão final sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *