INTERPRETAÇÃO SAIU DA IDADE MÉDIA COM A DESCOBERTA DA AMÉRICA

A interpretação simultânea está relacionada com o período pós-guerra, durante o qual foi utilizada pela primeira vez, tal como atualmente a conhecemos, no Julgamento de Nuremberga. Contudo, uma das referências históricas mais antigas da sua utilização remonta ao século XV e à descoberta da América, quando curiosamente é assinalado o próprio início da Idade Moderna.

Após a descoberta da América, Cristóvão Colombo constatou que o seu intérprete de árabe e hebreu de pouco lhe servia para comunicar com os índios. Assim, decidiu capturar alguns índios e ensinar-lhes a língua espanhola para que lhe pudessem ser úteis como intérpretes na expedição seguinte. O mesmo aconteceu com espanhóis que estiveram presos pelos índios e aprenderam as suas línguas e costumes, vindo a servir também de intérpretes. Antes deste momento utilizava-se o gesto e a mímica quando a língua oral era inoperante – e a figura de tradutor/intérprete inexistente.

Seguir-se-iam mais de cinco séculos de aprendizagem académica e, sobretudo nos últimos anos, de globalização e aprimoramento técnico.

Hoje, a Traductanet dispõe dos profissionais mais habilitados e dos meios técnicos mais sofisticados para oferecer aos seus clientes os melhores serviços de tradução, incluindo qualquer tipo de tradução técnica, bem como de interpretação consecutiva e simultânea e outros serviços linguísticos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *