Jornal de Letras celebra 35 anos na defesa da Língua Portuguesa

O quinzenário JL-Jornal de Letras, Artes e Ideias celebrou no dia 1 de março 35 anos mantendo o seu foco na defesa da Língua Portuguesa, valorização da criação e dos seus criadores, disse o seu fundador e diretor José Carlos de Vasconcelos.

Em declarações à Lusa, José Carlos Vasconcelos salientou o papel do JL como “elo de ligação, sem pretensiosismos” entre a comunidade de Língua Portuguesa. “Um dos papéis importantes que o JL teve foi o desempenhado na constituição da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP), mesmo que não tenha correspondido depois àquilo que eram as nossas aspirações”, disse. “Foi o Jornal de Letras – recordou – que promoveu a primeira mesa-redonda luso-afro-brasileira, precursora da Comunidade [CPLP), obviamente com o apoio da embaixada do Brasil e do embaixador José Aparecido de Oliveira, que é o grande homem da génese da Comunidade”.

Em 1985, aquando da sua fundação, contou José Carlos Vasconcelos, “os suplementos literários [dos jornais] tinham acabado, e as publicações similares davam pouco relevo às matérias da cultura, das artes e da língua”. Para Vasconcelos, “esta era uma vertente fundamental; ocupar esse espaço e na ótica de valorizar a criação, os criadores portugueses e a Língua Portuguesa”.

O JL tem uma tiragem de mais de 10.000 exemplares, além de estar disponível “online” em visao.sapo.pt/jornaldeletras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *