Língua e sentimentos

Será que podemos sentir-nos de maneira diferente quando falamos numa outra língua?

Um estudo de Susan Ervan-Tripp demonstrou que a resposta a esta pergunta é positiva. Neste estudo feito com mulheres bilingues, as respostas variavam conforme fossem formuladas numa das suas duas línguas.

Num outro estudo de Athanasopoulos, propunha-se a falantes de alemão e inglês que descrevessem uma mesma ação. Observou-se que os falantes de alemão se focavam mais no objetivo dessa ação, enquanto os falantes de inglês salientavam a ação em si.

Mas este mesmo teste aplicado a bilingues destas línguas tinha resultados diferentes, consoante os sujeitos estivessem num ou noutro país: se estivessem na Alemanha, focar-se-iam no objetivo, mas se estivessem no Reino Unido destacavam a ação realizada.

A tradução é muito mais do que uma simples correspondência de terminologia específica feita por um tradutor de texto. Por isso, é tão importante que seja uma empresa especializada como a Traductanet a encarregar-se do conjunto de tarefas que envolvem a tradução ou interpretação de toda a comunicação dos seus clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *