PEQUENO LÉXICO DE INTERPRETAÇÃO II

Se já contactou com serviços profissionais de Interpretação Simultânea, poderá ter ouvido termos estranhos como relais ou pivot, aplicados ao modo como uma língua será interpretada.

Por vezes, nem todos os intérpretes de uma equipa conhecem todas as línguas de uma conferência. Nesses casos, pode ser necessário fazer a interpretação a partir de uma outra língua, essa sim, conhecida de todos os profissionais. Por exemplo, numa conferência com Inglês, português e Islandês, caso nenhum intérprete da cabine portuguesa dominasse o islandês, quando o orador Islandês falasse, a cabina Inglesa faria a interpretação para o Inglês e a cabina Portuguesa iria utilizar essa tradução para fazer a interpretação para o Português. Os intérpretes ingleses funcionariam como pivot, a cabina portuguesa estaria a trabalhar em relais, a partir da interpretação inglesa.

Na Traductanet todos estes termos são-nos familiares. Como empresa profissional de serviços de tradução e interpretação há mais de 35 anos, apresentamos aos nossos clientes as melhores soluções linguísticas para todos os seus eventos, aconselhando-os em todo o processo de decisão. Peça-nos um orçamento e ficará garantidamente muito satisfeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *